Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Os (meus) recortes...

Para uma imensa minoria...by Bastião

Os (meus) recortes...

Para uma imensa minoria...by Bastião

Talvez um pouco parcial.
Totalmente pessoal.
Eis os Meus Recortes...

Para culminar uma série de notícias aqui no portal sobre o I Encontro de Artesanato que teve lugar em Nariz no passado fim-de-semana, eis que só falta mesmo uma conversa em forma de entrevista com Manuel Casimiro, homem que está à frente dos destinos da Associação Desportiva de Nariz, entidade responsável pelo evento.

Portal - Já te pediram para realizar uma 2º edição do Encontro de Artesanato?

M. Casimiro - Já tive vários pedidos. O próximo local do evento recai no novo parque de merendas (quinta Mostardinha).

Portal - Que apoios teve a associação e de quem?

M. Casimiro - Até ao momento apoios monetários de ninguém, só a cedência do espaço pela Junta de Freguesia e as nove barracas pela Câmara Municipal de Aveiro.

Portal - Houve apoio da população em geral?

M. Casimiro - Verdadeiramente apoios da população, só a visita. Quando se fez o peditório no recinto, os naricenses pouco aderiram, talvez pela crise ou então por não estar ninguém dos ricos de Nariz na organização, pois como se sabe, à frente da Associação Desportiva de Nariz só há pessoas humildes, não ricas em dinheiro mas em espírito de sacrifício.

Portal - Contavas com o sucesso que o encontro obteve?

M. Casimiro - No geral, acreditava no sucesso, e afinal, tal veio a comprovar-se. Sempre tive confiança nas pessoas que participaram, todas elas, fruto da humildade que identifica a nobreza do povo.

Portal - Houve alguém que te disse para não realizar nada pois era fracasso garantido ou não haveria aderentes?

M. Casimiro - Há sempre aqueles que nunca confiam na vontade das pessoas. Outros houveram que criticaram e criticaram, mas como quem deve não teme, o projecto foi para a frente e o resultado esteve à vista.

Portal - Faz um balanço geral de como decorreu o evento.

M. Casimiro - Sempre acreditei no sucesso do I Encontro de Artesanato de Nariz e tal veio a acontecer. Foi bastante gratificante ver o Largo da Igreja cheio de expositores e sentir que os visitantes saíram de lá satisfeitos.

Portal - O facto de haver grupos da Palhaça na animação musical ao evento, fez aumentar o número de visitantes no Sábado à noite e no Domingo à tarde?

M. Casimiro - Claro que ter no evento grupos da Palhaça, trouxe muita gente a Nariz, até porque somos povoações vizinhas. Entre Sábado e Domingo, passaram pelo certame cerca de 1000 visitantes.

Portal - Já tiveste pessoas a agradecer o teu trabalho, nomeadamente a Junta de Freguesia?

M. Casimiro - Sim. Houveram pessoas que adoraram a iniciativa e deram os parabéns à associação pelo magnífico fim-de-semana que proporcionámos. Da Junta de Freguesia também tivemos agradecimento, nomeadamente foi-nos dito que em tempo oportuno nos ajudariam monetariamente a suportar despesas.

Portal - Para a cerimónia de inauguração, alguém disse que não vinha ninguém da Câmara Municipal de Aveiro?

M. Casimiro - Foi a nota negativa do evento. Não merecíamos a atitude da Câmara de Aveiro que não nos respeitou com a presença de alguém do executivo. Foi feito o convite, mas por morrer uma andorinha não acaba a Primavera.

Portal - Qual o orçamento do evento? O bar pagou o investimento?

M. Casimiro - As despesas no evento ascenderam a cerca de € 1 000.00. Com o trabalho dos envolvidos na preparação do evento, no peditório e bar da organização, conseguimos cobrir as despesas. Mas como não podemos trabalhar na “chapa ganha, chapa gasta” e até porque a associação tem outras despesas a liquidar que não são assim tão poucas.
Os nossos gastos são em prol do desporto, cultura e agora recentemente, também solidariedade. Temos imensas responsabilidades e precisamos de ajuda mas ainda há quem pense que a Associação Desportiva de Nariz só serve para “comes e bebes”.

Os (meus) Recortes ®
António Bastião / 49
Nariz / Aveiro / Portugal
abastiao@hotmail.com
* Site otimizado para smartphones *